23 de mai de 2012

eu não sou eu

sou mais
um que sobrevive às perdas
que queda
abismo
que ergue
águia

nem sem nem cheio
nem margem nem meio

Outro
enlevo

não esse que tem dor sentimento
não esse que critica enxerga
não esse que provoca lamento
não esse que em entrelinhas se pega

não lírico!
não lírico!

Arrefecimento!
tísico!

não interessa esse eu
momento
pedra ou algo de valia

Sou eu
Além morte

Metamorfoseando
em poesia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário