24 de out de 2011

Saudade

Existe outra dimensão
Em que eu não sou eu.
Onde aprimoro sinais nos olhares
E angústias do passado.

Lá a chuva custa a chegar.
Lá não chove nunca.
Só há lagrimas a regar
esse solo
Severo.

Lá eu sou seu
Sou céu
Só meu
Enfim.

Lá longe tudo passa
Com um simples adeus.

Lá longe eu crio
palavras
e creio nelas.

Eu não tenho pressa.
Tudo curte dentro de mim
Com passos infantis,
Senis,
Levados pelo vento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário